Secretaria Municipal

Educação



  • Banner: Educação Infantil 2018
  • Banner: Ensino Fundamental e EJA 2018
  • Banner: Programa Creche de Verão 2018
  • Banner: COEB 2018
  • Banner: Formação Permanente
  • Banner: Concursos e Processo Seletivos
  • Banner: Licitações BID
21/06/2017 - Educação
Tomam posse membros do Conselho Família pela Educação
Grupo irá se reunir mensalmente com a Secretaria de Educação para debater o ensino no município

foto/divulgação: Jean fernandes

Membros do CFE com secretário e equipe-1

 

Um canal de comunicação entre as famílias dos estudantes regularmente matriculados nas unidades educativas da rede municipal de ensino de Florianópolis e a Secretaria Municipal de Educação. Esta é a essência do Conselho da Família pela Educação (CFE).

 

 

Membros do órgão consultivo foram empossados pelo secretário Maurício Fernandes Pereira. “Com o CFE, propomos aprofundar uma gestão participativa na busca de um diálogo mais próximo entre a SME e a comunidade escolar”, declara o titular da Educação.

 

 

A posse ocorreu na noite dessa terça-feira no Centro de Educação Continuada da SME.

 

 

Após a explicação, por Maurício Fernandes Pereira, de como o CFE irá funcionar, as diversas diretorias da secretaria expuseram aos presentes a função de cada setor.  Para tanto, usaram da palavra os diretores da Educação Infantil (DEI), Educação Fundamental (DEF), Gestão Escolar (DGE), Avaliação e Supervisão (DAS) e Operacional (DIOPE).

 

 

Em reuniões regulares, os integrantes do CFE irão debater com o secretário de Educação e equipe melhorias e fragilidades do sistema de ensino.

 

Família sempre presente

 

O jornalista Fabrício Escandiuzzi é pai da Luiza Prado, de três anos, que frequenta o NEI Armação. Ele é um dos representantes no CFE pelo Sul da Ilha. Segundo Fabrício, a família não deve apenas cobrar do poder público, mas também sempre ficar atenta ao que acontece no ambiente escolar.

 

 

 

 “É de fundamental importância a criação desse conselho, para que os pais estejam inseridos no âmbito escolar dos filhos. Não devemos transformar a escola em um depósito de crianças ou terceirizar a educação para o poder público. Nós também temos a responsabilidade de lutar para dar todas as condições necessárias para a unidade escolar funcionar bem”, finaliza.

 

Sem omissão

 

Sheylla Guedes, mais conhecida por Maçan, representa diretamente o CODENI, Conselho de Desenvolvimento do Norte da Ilha. Ela é fundadora da ONG Mais União. A organização não governamental, criada em 2012, já prestou 18.000 atendimentos a crianças em vulnerabilidade social na localidade da Vila União, no bairro Vargem do Bom Jesus. Ela e o marido, que é professor de música, estão oferecendo aulas de música no estúdio da própria casa. Mesmo com poucos recursos, seis alunos continuam frequentando a ONG.

 

 

Maçan Guedes participa do conselho escolar da Escola Básica Municipal Luiz Cândido da Luz, na Vargem do Bom Jesus.

“Minha filha já estudou nessa unidade e eu fui professora de balé lá por quatro anos. Acho importante participar do conselho escolar porque é o único local em que as crianças da Vila União vão para fugir do contexto violento do bairro é a escola, e precisamos preservar isso”.

 

 

Maçan aceitou integrar mais um conselho, o CFE, por acreditar que a população tem a obrigação de contribuir o máximo possível para a melhoria da qualidade da educação do município. “Não poderia me omitir”.

 

Espaço de diálogo com a comunidade

 

Maurício Fernandes faz questão de frisar que trata-se de mais um espaço de diálogo com a comunidade. “O CFE não veio para substituir as associações de pais e professores nem conselhos escolares”. Pelo contrário, diz, “veio se somar a esses setores”.

 

Ele ressalta que o CFE não tem caráter deliberativo, e sim, consultivo. “As famílias merecem ter um momento só deles para exporem suas ideias para o secretário de Educação, sem intermediários”. 

 

Cabe aos conselhos regionais de desenvolvimento indicarem, cada um deles, três familiares cujas crianças ou adolescentes estão frequentando escola, creche ou núcleo de educação infantil (NEI). Além disso, cada conselho regional tem o direito a um representante no Conselho Família pela Educação.

Doze pessoas já tomaram posse.

 

No total, o CFE será formado por 20 integrantes, com representação de 15 pais ou responsáveis pelos estudantes e cinco membros dos conselhos de Desenvolvimento Regional do Centro (CODESI), Leste (CODELI), Norte (CODENI), Sul da Ilha (CODESI) e Continente (CODECON).


galeria de imagens



Copyright © 2009-2017 Prefeitura de Florianópolis. Todos os direitos reservados.