Órgãos

Fundação Franklin Cascaes



  • Banner: Página do Facebook
  • Banner: Edital de Seleção de Projetos Culturais
  • Banner: Fundação Franklin Cascaes - 30 anos
home >
Teatro da UBRO

 

O Teatro da União Beneficente Recreativa Operária (UBRO) homenageia a entidade que até 1951 ocupou o espaço com atividades teatrais. Situado na escadaria da Rua Pedro Soares, que unia o antigo centro da cidade às chácaras das imediações, o sobrado possui arquitetura singela e características ecléticas do primeiro quarto do século 20. Durante mais de 40 anos o espaço esteve fechado, mas foi recuperado e cedido à Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes (FCFFC), que transformou o imóvel num dos equipamentos culturais mais utilizados para pequenos eventos e espetáculos na cidade.

 

Totalmente revitalizado, o Teatro da UBRO foi reinaugurado em 3 de outubro de 2001, contando com um auditório de 94 lugares, camarins, banheiros, salas de administração e de oficinas. Em 2006, o espaço ganhou equipamentos de iluminação, sonorização e climatização, além de um piano armário Essenfelder, fabricado em 1994. Atualmente, uma variada programação mensal é realizada no local, e a pauta de eventos é definida mediante agendamento prévio.

 

Espaço do trabalhador


Inaugurado em 1º de maio de 1931, Dia do Trabalhador, o Teatro da União Beneficente Recreativa Operária teve seu auge até 1950, período em que recebeu diversos espetáculos inspirados no movimento modernista. Naquela época, a UBRO reunia cerca de 600 associados, que utilizavam o espaço para o entretenimento de salão e também mantinham uma biblioteca com mais de 800 livros. Mas, a atividade teatral era a maior expressão local, além de ser a principal fonte de recursos para a entidade.

 

De 1927 a 1951, o prédio abrigou um grupo de teatro dirigido por Deodósio Ortiga. Palco de intensa programação cultural durante mais de três décadas, o teatro atendia prioritariamente o público ligado à classe trabalhadora. Em 1951, com a morte do diretor, o grupo teatral mantenedor da casa de espetáculos foi desmantelado e se dissolveu. A partir de 1955, o imóvel foi gradativamente desativado vindo a ruir na década de 1980, restando apenas sua fachada original.

 

Agenda intensa


Tombado como patrimônio histórico por meio do Decreto nº 169/86, a edificação foi desapropriada pelo governo do Estado, em 1992. A partir de 1994, iniciou-se um entendimento entre os governos federal, municipal e estadual, envolvendo também a iniciativa privada, para viabilizar a sua reconstrução. A obra de engenharia foi concluída em novembro de 1998, sob orientação técnica e fiscalização do Instituto do Patrimônio Urbano de Florianópolis (Ipuf) e Fundação Catarinense de Cultura (FCC), que iniciou a recuperação do imóvel.  Em julho de 2000, após negociações, o prédio foi cedido à Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes (FCFFC).

 

A reabertura do espaço atendeu a um antigo desejo da classe artística e da população de Florianópolis, que agora conta com mais um local para apresentações de pequenos espetáculos, ensaios e laboratório de pequenas companhias de teatro, dança e música. Desde a reinauguração foram cumpridas centenas de pautas, entre palestras, reuniões, leituras dramáticas, saraus literários, oficinas, lançamento de CD, shows musicais, apresentação de orquestras, espetáculos de dança e festivais de teatro.

 

Localização:

 

Endereço: Escadaria da Rua Pedro Soares nº 15 - Centro

                Fundos do Colégio Bom Jesus

Funcionamento: terça a sexta-feira, das 13h às 19h

                        sábado e domingo durante os espetáculos

Contato: (48) 3222-0529


galeria de imagens


Copyright © 2009-2017 Prefeitura de Florianópolis. Todos os direitos reservados.