Órgãos

Coordenadoria da Mulher



  • Banner: Facebook
  • Banner: CREMV
  • Banner: Lei Maria da Penha
  • Banner: Casa de passagem
  • Banner: Compromisso e Atitude
  • Banner: Março é delas!
  • Banner: Mensagem de Boas Festas
02/03/2016 - Social
Mês da mulher tem programação especial
Março é delas!

foto/divulgação: Enredo Conteúdo Criativo

Março é delas!

Vivemos tempos de retrocesso: conservadorismo, machismo, racismo e LBT fobia, em tempos de ameaças a direitos consolidados, tanto no Brasil como no mundo.

São tempos em que erguemos nossa voz por nenhum direito a menos e resistimos para buscar muitos direitos a mais, pensando nisso, uma comissão formada pela Coordenaria de Políticas Públicas para as Mulheres – CMPPM, Coordenadoria Estadual das Mulheres - CEM, Conselho Municipal dos Direitos da Mulher - COMDIM, Conselho Estadual dos Direitos da Mulher - CEDIM, e várias instituições e movimentos sociais que atuam na área da mulher e de direitos humanos, idealizaram a Campanha “Março é Delas” - MULHERES EM LUTA: Pelo fim da violência. Pelo direito de ser mulher.

As atividades informativas, culturais e políticas tiveram início em 1º de março e terminam em 31 do mesmo mês (Para ver a programação completa, clique aqui). O objetivo da campanha é divulgar o serviço público voltado para essa temática, promover a integração e a equidade de gênero, fortalecer a luta pela erradicação da violência contra as mulheres.

Chamamos a atenção para abertura das atividades do mês de março, que acontecerá no dia 7, na Assembleia, no auditório Antonieta de Barros, às 18 horas; no dia 8, haverá uma grande caminhada, com concentração em frente da Catedral, às 17 horas. Contamos com a presença de todas e todos.

Na caminhada, venham com a camiseta da instituição que representa, tragam mais pessoas, convidem familiares, amigos, etc. Queremos uma grande mobilização.

História do dia 8 de março


No Dia 8 de março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos, situada na cidade norte americana de Nova Iorque, fizeram uma grande greve. Ocuparam a fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, tais como, redução na carga diária de trabalho para dez horas (as fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho.

A manifestação foi reprimida com total violência. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas, num ato totalmente desumano.

Porém, somente no ano de 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o "Dia Internacional da Mulher", em homenagem as mulheres que morreram na fábrica em 1857. Mas somente no ano de 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela ONU (Organização das Nações Unidas).

 

 

Fonte: http://www.suapesquisa.com/dia_internacional_da_mulher.htm


arquivos para download



Copyright © 2009-2017 Prefeitura de Florianópolis. Todos os direitos reservados.