23/09/2019 - SECULT - Cultura
Biblioteca Pública de Santa Catarina recebe a exposição inspirada em JK

foto/divulgação: Divulgação FBMA

Exposição

A Fundação Brasil Meu Amor (FBMA) traz a exposição “O Silêncio que Grita” para a Biblioteca Pública de Santa Catarina, em cartaz até 4 de outubro. A mostra é gratuita.

Imagens e frases trazem uma percepção sensorial da história do mundo desde o tempo dos primeiros habitantes das Américas até o período contemporâneo. Mesclando, por exemplo, a saga da fundação de Brasília, dos candangos que construíram a Capital Federal, com a arte rupestre da Serra da Capivara e Juscelino Kubitschek - um dos heróis do Brasil, contracenando com diversos personagens históricos.

A exposição "O Silêncio que Grita" é composta de imagens, vídeos e sons que fazem com que nos lembremos daqueles que colocaram um tijolo em direção à liberdade e às mais relevantes construções da civilização moderna. Os painéis da instalação unem os povos, grandes sonhadores e líderes do passado e do presente, apagando a linha imaginária do tempo. A obra é também um grito de alerta: o Brasil livre, sonhado por JK e tantos outros, precisa de todos nós, novos candangos, para cumprir o destino de ser o melhor País do mundo.

Trechos do livro “O Silêncio Que Grita”, de Jean Obry, idealizador, fundador e Presidente da FBMA, formam um fio condutor que amalgama a verdadeira essência do brasileiro. Sendo assim, despertando um profundo sentimento de amor ao Brasil, pertencimento e cidadania.

Uma "injeção de brasilidade", que oferece um resgate da história de nosso País.

A exposição acompanha o espetáculo “JK, Um Reencontro com o Brasil” em turnê pelo País desde 2017 e que fará única apresentação em 3 de outubro, no Teatro Pedro IVO.

Serviço:

Exposição: O Silêncio que Grita

Data: até 4 de outubro

Horário: Segunda a sexta-feira – 8 às 19h

Sábado – 8 às 11h45

Local: Biblioteca Pública de Santa Catarina

R. Ten. Silveira, 343 - Centro

Ingressos: entrada franca.



 

 


galeria de imagens